Você está aqui: Início » Notícias »

Vereadores pedem nomeação de Diego Guimarães como relator da CPI do Paletó

27/08/2019

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, Misael Galvão (‘SB) recebeu um requerimento que pede a nomeação do vereador Diego Guimarães (Progressistas) como membro e relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Paletó. O ofício foi assinado por Marcelo Bussiki (PSB) presidente da investigação, Felipe Wellaton (PV), Dilemário Alencar (Pros), Abílio Junior (PSC) e pelo próprio Diego.

Os vereadores que assinaram fazem parte dos 9 parlamentares que protocolaram o pedido de abertura da investigação. Na última sexta-feira (23) o juiz Wladys Roberto Freire do Amaral, da 4ª Vara Especializada da Fazenda Pública de Cuiabá, determinou a retomada da investigação no prazo de 48 horas e a definição de uma nova composição de seus membros.

Isso porque o juiz reconheceu que houve uma manobra da base do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) que assinaram o documento para abertura da CPI após o seu protocolo. A manobra seria com o intuito de que vereadores da base fizessem parte da comissão para atrapalhar a investigação. Na época, o então presidente da Casa, vereador Justino Malheiros (PV), nomeou os vereadores Adevair Cabral (PSDB) e Mário Nadaf (PV) como membros.

Segundo o regimento da Casa não só é permitido a participação da CPI dos parlamentares que assinaram o requerimento antes do seu protocolo. Toninho de Souza (PSD), Elizeu Nascimento (DC), Sargento Joelson (Pode) e Gilberto Figueiredo (PSB) também assinaram o requerimento no período certo. Elizeu atualmente ocupa o cargo de deputado estadual e Gilberto de secretário de saúde.

Foi Diego Guimarães que ingressou com mandado de segurança em março de 2018 denunciando a manobra da base do prefeito. A Câmara chegou a recorrer para reverter a liminar, mas o recurso foi indeferido. Misael Galvão disse que espera ser notificado para tomar uma decisão.  “Foi uma manobra arquitetada pelo prefeito, seus advogados e os vereadores da base para evitar que as investigações fossem a fundo. Manobra muito bem feita, esperando e contando com a impunidade. Foi um tapa na minha cara que estava no início deste mandato e acreditava que aqui uma investigação poderia seguir de forma isenta”, explicou o parlamentar.

Diego disse que se for escolhido para estar na comissão, deve convidar o prefeito Emanuel Pinheiro para explicar o vídeo divulgado em rede nacional de televisão, no qual ele foi flagrado guardando maços de dinheiro no paletó de suposta propina paga aos deputados estaduais na gestão do ex-governador Silval Barbosa.

“A justiça tarda mas não falha. A CPI foi suspensa, alguns disseram que eu fiz isso para ajudar o prefeito Emanuel Pinheiro, mas não, eu queria justamente quebrar a manobra que o prefeito tinha feito nesta casa. A justiça reconheceu e demostra para aqueles que acreditam na impunidade que isso não cabe mais para as instituições brasileiras. Agora cabe ao presidente escolher o quanto antes os dois novos membros. Oitivas precisam ser feitas, acareações, o prefeito Emanuel Pinheiro e seu irmão Popó Pinheiro precisam vir aqui para esclarecer o que se decorreu naquele vídeo. Para que a verdade venha a tona”, disse o parlamentar.

Assessoria Vereador Diego Guimarães

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Últimas Notícias